Documento sem título
Segunda, 28 Agosto 2017 14:10

Setlog-MS: II Expedição da Rila já está na costa do Pacífico, no Chile

Foto: Setlog-MS
Setlog-MS: II Expedição da Rila já está na costa do Pacífico, no Chile

 

Depois de deixar Campo Grande na sexta-feira (25), a caravana da II Expedição da Rota de Integração Latino-Americana (Rila), integrada por empresários e autoridades brasileiras, paraguaias e chilenas chegou hoje à costa do Pacífico, no Chile.

Eles já cumpriram uma extensa agenda oficial nas localidades que fazem parte do trajeto e foram recebidos com festas por autoridades e pela população. Na sexta-feira, eles foram recebidos pelo prefeito de Nioaque, Valdir Júnior, com apresentações culturais. Depois, seguiram para Porto Murtinho onde eram aguardados pelo prefeito Derlei Delevatti e pelo Governador do Estado de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, além do senador Pedro Chaves; os deputados federais Zeca, Geraldo Resende e Teresa Cristina; o deputado estadual Paulo Corrêa; os secretários estaduais Eduardo Riedel (Segov) e Marcelo Miglioli (Seinfra); prefeitos da região e demais autoridades municipais e estaduais.

No sábado, eles fizeram a travessia por balsas até o lado paraguaio, onde foram recebidos com entusiasmo pela prefeita do distrito de Carmelo Peralta, Mirna Oreo, que vê no projeto uma oportunidade para o desenvolvimento da região.
A construção da ponte Binacional Brasil Paraguai que ligará o distrito até Porto Murtinho já tem um acordo firmado entre os dois países e aguarda a aprovação do Congresso Nacional para aprovação de empréstimo internacional, segundo o Ministro João Carlos Parkinson, das Relações Exteriores, que acompanha a expedição.

Depois de Carmelo Peralta, eles seguriram para Loma Plata, onde foram recebidos pelo prefeito Walter Aloisius Fernando Stockl Nopper e seguiram viagem atravessando o chaco, pelas chidades de Filadélfia, Marechal Estigarribia e Pozo Hondo, fronteira com a Argentina, onde seguiram até Tartagal, na província de Salta , onde o grupo fez uma rápida parada e depois percorreu mais 300 quilômetros até San Salvador de Jujuy, no Noroeste da Argentina, já próximo a fronteira com o Chile.
No domingo pela manhã, deixaram Jujuy, onde a temperatura registrava 35°C para atravessaram a Cordilheira onde as temperaturas chegaram a 5°C. Pelo caminho , passaram pelo deserto de sal de Salinas Grandes (Arg) e chegaram na fronteira da Argentina com o Chile, onde atravessaram o Deserto de Atacama.

Nesta segunda-feira (28) eles cumprem agenda em Iquique onde o grupo participa de uma visita às instalações do porto, com representantes do governo chileno e no fim da manhã segue para outro terminal, o de Antofagasta. A Expedição é coordenada pelo presidente do Setlog-MS, Cláudio Cavol.

TOP